RIO 2016: JOGOS OLÍMPICOS CHEGAM À CIDADE MARAVILHOSA

rio2016-1-550x305

Pouco menos de um ano para o ínicio dos jogos olímpicos o Rio se preparara para receber a maior celebração do esporte mundial.

Por: Leonardo Oliveira

Em homenagem a Zeus, os gregos criaram os Jogos Olímpicos por volta de 2500 A.C, saíam de várias cidades e se uniam no santuário de Olímpia (por isso “Olimpíadas”) para disputar competições esportivas. E agora, após algumas tentativas, o Rio de Janeiro vai sediar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos em 2016. A cidade maravilhosa deixou para trás Madri, Tóquio e Chicago.

Um evento de grande porte como este, pode trazer mais experiência para o País. Segundo o Ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, responsável por fiscalizar os gastos envolvidos na preparação da Cidade do Rio de Janeiro, visitou as instalações e relatou que a preparação para os Jogos encontra-se melhor do que a da Copa em 2014. E acrescentou que, há esperanças que este evento possa favorecer o Brasil em âmbito internacional e no turismo.

As transformações no Rio estão em andamento, e a extensão de 16 quilômetros na Linha 4 do metrô tem prazo de entrega definido para 1°de julho. O projeto de 2,3 bilhões enfrenta obstáculos, Carlos Osório, Secretário de Transportes do Rio de Janeiro, afirma que é um desafio á curto prazo.

O legado do Jogos Olímpicos

Diante de tantas preparações para acolher os Jogos Olímpicos, há expectativas de geração de renda e empregos e as inegáveis comparações com a Copa do Mundo de 2014.

Houve estudos encomendados pelo Ministério dos Esportes à Fundação Instituto de Administração (FIA) que estimou este acontecimento poderia movimentar 51 bilhões em recursos e gerar 120 mil empregos, e assim, acarretar impacto positivo para o Rio de janeiro.

Economistas como Juan Jensen, da Consultoria Tendências, tem uma visão diferente sobre este possível impacto dos Jogos Olímpicos na economia, pois acredita que é evento menor que a Copa tanto em alcance geográfico quanto temporal. Otto Nogami, professor do Insper, acrescenta que efeitos positivos em longo prazo também não são garantidos.

Um especialista em economia do esporte da Universidade de Hamburgo, Wolfgang Maenning, os estudos sobre impactos  significativos dos Jogos para com geração de emprego, renda, arrecadação de impostos e até mesmo turismo não apresentam relevância. Ele descreve o evento como uma festa, em que todos ficam felizes. Mas nada além disso.

Cariocas olímpicos

Pouco menos de um ano para o inicio dos jogos, conversamos com João Lopes, 23 anos, estudante de Engenharia e morador da região de Jacarepaguá e que da laje da sua casa acompanha as obras do parque olímpico que estão em ritmo acelerado.

João diz que para ele e para sua família a vinda dos jogos só trouxe transtornos ”é muito trânsito, desde o primeiro dia de obras até hoje, o percurso que eu fazia antes em 45 minutos, hoje eu levo 1 hora e meia, tenho que passar pela região em obras e isso dificulta muito, a prefeitura deveria ter pensado em desvios ou soluções para evitar esses transtornos”.

Obras no Parque Olímpico

Quando perguntado se não consegue tirar nada de bom dessa vindo dos jogos para a sua cidade, João diz que conhece pessoas que foram empregadas graças ao aumento de obras, ” dois amigos e um primo conseguiram emprego devido a grande procura por mão de obra especializada na construção do parque, acho que isso é a única coisa boa que consigo tirar de tudo isso, o fato de ter o Rio de Janeiro em destaque mundial não me agrega nada, a cidade continua perigosa e pessoas correndo riscos diariamente, temos decisões mais importantes a serem tomadas, do que focar na vinda dos jogos”, afirma João.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s